Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

O que valem na estrada os «BMW chineses»

O Diário Económico conduziu os novos «BMW chineses», da marca BYD, que o empresário Hipólito Pires quer comercializar em Portugal. A primeira desvantagem de um topo de gama chinês em relação a um alemão é o espírito com que se entra no carro, afirmam. «Num BMW, ou num Mercedes, esperamos ser surpreendidos pelo conforto dos bancos, pelos luxos desnecessários, pelo último grito da tecnologia, pelos equipamentos mais sofisticados. Num carro chinês, atiramo-nos de imediato aos defeitos. E não ficamos desiludidos», revela a edição de hoje.

Os jornalistas destacam o contraste entre a exuberância exterior e a humildade dos equipamentos quando comparados com modelos equivalentes europeus, e a presença de plástico em múltiplos acessórios interiores.

«A qualidade dos materiais e o ‘design’ conferem aos interiores do Brilliance um ‘look’ pouco ‘cool’», afirmam. Contudo, referem que «não será por falta de qualidade que o Brilliance deixará de ser um sucesso de vendas. O mais difícil será ultrapassar a muralha psicológica do preconceito».

Recorde-se que a BYD utiliza tecnologia BMW, empresa com a qual tem um protocolo.

Para ler na íntegra clique aqui:

http://diarioeconomico.sapo.pt/edicion/diarioeconomico/edicion_impresa/empresas/pt/desarrollo/998212.html

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.