Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Mão-de-obra jovem de Caldas atrai empresa que vai criar 350 empregos

A mão-de-obra jovem existente nas Caldas da Rainha, onde estudam cerca de 1.700 alunos universitários, foi uma das razões que levou Contact, uma empresa de serviços de Lisboa, a decidir expandir-se para a cidade, onde vai criar 350 empregos, revela a Lusa.

«O número de estudantes das Caldas da Rainha constitui para nós uma população interessante e atractiva em termos de recrutamento», afirmou à Agência Lusa Pedro Champalimaud, administrador delegado da empresa Contact.

«A empresa vai empregar numa primeira fase até duas centenas de pessoas, umas a tempo inteiro e outras em ‘part-time’ e dentro de ano e meio a dois anos contamos ter a trabalhar nas Caldas da Rainha 300 a 350 pessoas», adiantou o responsável.

Empresa ocupa antiga fábrica com o apoio da câmara municipal

A expansão da empresa de “call center” para as Caldas da Rainha contou ainda com o apoio da Câmara Municipal, que gastou 50 mil euros a equipar o edifício, uma antiga fábrica desactivada. «A empresa tinha 12 concelhos possíveis para se instalar e tivemos que fazer um investimento para tornar atractiva a sua vinda para as Caldas», adiantou o vereador do sector da juventude, Hugo Oliveira.

No mesmo edifício, ao abrigo de um protocolo estabelecido com a autarquia, será criado um centro incubador de empresas ligadas às tecnologias. As boas condições ao nível de instalações e a proximidade à sede localizada em Lisboa foram as outras razões invocadas para a abertura da empresa em Caldas da Rainha.

LE com Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.