Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Indústria consome três quartos da electricidade da China

No primeiro trimestre de 2007, o consumo eléctrico total da indústria transformadora chinesa atingiu os 75,12% do consumo total de electricidade da China, quando em 2006 este valor se fixou nos 74,89%, segundo um estudo da Associação de Electricidade da China, que o jornal oficial chinês Economic Daily hoje publica.

Segundo estimativas da Agência Internacional de Energia, a indústria chinesa apresenta uma baixa eficiência energética consumindo 15% da energia mundial para produzir 5,5% do produto interno bruto (PIB) mundial.

Baixa eficiência energética face aos EUA e Japão

Para produzir uma unidade de PIB, a industria chinesa consome 7,1 vezes mais recursos energéticos que o Japão, 5,7 mais que os Estados Unidos e 2,8 vezes mais que a Índia, segundo dados da Agência Estatal de Protecção Ambiental, o Ministério do Ambiente.

A economia chinesa cresceu 10,7% em 2006, alimentada pelas exportações e crescimento do investimento no país, mas o reverso do desenvolvimento rápido é o consumo cada vez maior de recursos energéticos.

LE com Diário Económico

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.