Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Câmara quer multar Construtora do Lena por atrasos no José Lúcio da Silva

A Câmara Municipal de Leiria quer aplicar uma multa de 55 mil euros à Construtora do Lena, face ao atraso de três meses na conclusão das obras de remodelação do Teatro José Lúcio da Silva. A autarquia aceita 41 dias de prorrogação do prazo, mas considera, no entanto, que devem ser aplicadas multas referentes a 25 dias, o que se traduz numa ‘coima’ fixada em cerca de 2.200 euros dia, revela o Diário de Leiria.

O relatório de fiscalização em que assenta a decisão da autarquia segue para apreciação do Conselho Superior de Obras Públicas, que, segundo o executivo leiriense, «deverá ter a mesma posição», ou seja, a aplicação de uma multa de 25 dias.

Simultaneamente, foi submetida à apreciação a informação dos trabalhos a mais naquela sala de espectáculos, o que representou um acréscimo de 96 mil euros. A obra, orçada em cerca de 2,2 milhões de euros, poderá fixar-se num custo superior a 2,5 milhões, tendo em conta também os valores da revisão de preços, que poderão representar «mais 150 ou 200 mil euros», disse Raul Castro ao Diário de Leiria.

As obras de requalificação do Teatro José Lúcio da Silva, inaugurado em Janeiro último, foram comparticipadas em 50% pelo Programa Operacional da Cultura.

LE com Diário de Leiria

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.