Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Banca ‘esquece’ gestão da Vista Alegre

A difícil situação da Vista Alegre Atlantis (VAA) teve esta semana mais um desenvolvimento. Na assembleia geral de terça-feira, em que era suposto eleger os novos órgãos sociais, ninguém apresentou listas. Nem os accionistas maioritários (BPI, CGD e BCP ) nem a administração. À falta de candidatos, mantém-se em funções o actual conselho de administração, liderado por Bernardo Vasconcellos e Souza. Pelo menos, até ao retomar dos trabalhos da assembleia, no próximo dia 28 de Junho, revela a edição de hoje do Diário Económico.

Recorde-se qua a Vista Alegre Atlantis terminou o primeiro trimestre deste ano com um prejuízo de 3,03 milhões de euros, face ao prejuízo de 3,19 milhões de euros registado em igual período do ano anterior.

Receitas desceram 8%

Segundo os dados divulgados ontem pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), as receitas da empresa registaram, no período em análise, uma quebra na ordem dos 8%, para os 17,2 milhões de euros. Quanto ao EBITDA, caiu 42% para os 359 mil euros negativos.

A empresa revela que «apesar dos esforços desenvolvidos pelo grupo no sentido da contenção generalizada de custos e aumento da produtividade por um lado e, por outro, no sentido do aumento das vendas, não foi possível inverter significativamente a tendência negativa dos resultados da empresa».

Esta situação deve-se, em grande parte, «à quebra do consumo registada em Portugal aliada ao fraco desempenho dos sectores do cristal e da faiança», justifica a empresa em comunicado.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.