Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Finanças de Leiria recuperam 122,5 milhões de euros em 2006

A actividade inspectiva desenvolvida pela Direcção Distrital de Finanças de Leiria superou as expectativas, revela o Jornal de Leiria. Aquela actividade permitiu recuperar 122,5 milhões de euros no ano passado, 89,5 dos quais obtidos no contexto das correcções à matéria tributável, enquanto 33 milhões diziam respeito a impostos em falta.

Os valores tributados superaram os objectivos definidos pela Direcção-Geral dos Impostos (DGCI) para o serviço de Leiria: 74 milhões para as correcções à matéria tributável e 27 milhões para os impostos em falta. Estes valores devem-se a um incremento no número de acções dos inspectores, com destaque para os sectores da construção e do imobiliário, revela ainda o semanário.

António Rocha Lourenço, director de Finanças de Leiria, revela que houve uma grande percentagem de regularizações voluntárias. «As pessoas optaram por regularizar, mesmo depois de iniciado o processo, porque, apesar de tudo, as coimas são menores», revelou ao Jornal de Leiria. O responsável refere que a regularização de dívidas fiscais é motivada pelo desenvolvimento de novas aplicações informáticas e pela assinatura de acordos entre várias instituições, permitindo o cruzamento de dados.

LE com Jornal de Leiria

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.