Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Feliciano Barreiras Duarte apresenta estratégia de desenvolvimento para dez anos

«Discutir é uma coisa, construir é outra», palavras de Feliciano Barreiras Duarte, deputado e consultor jurídico e outro dos oradores nesta sessão do congresso. «Estamos cheios de diagnósticos. Se recorrermos a uma análise série e rigorosa, não é difícil seleccionarmos o padrão-tipo do que são os bloqueamentos, os estrangulamentos e as oportunidades para Leiria concelho e região».

«Leiria Distrito tem vindo a atravessar a crise mais profunda e grave desde a sua criação»

Feliciano Barreiras Duarte disse ainda que «Leiria Distrito tem vindo nos últimos anos a atravessar a sua crise mais profunda e grave desde a sua criação», e por isso apresentou uma proposta «para que nos próximos 10 anos seja posta em prática uma estratégia de desenvolvimento assente em cinco propostas indispensáveis e que devem ser assumidas de forma clara, postas em prática de forma rigorosa e sequencial e cumpridas pelos vários poderes públicos e privados».

Para o deputado social-democrata e ex-secretário de Estado, este plano assenta, assim, na «institucionalização de uma voz de Leiria, que para ser forte e respeitada deverá ter a legitimidade e representatividade necessárias para se assumir como um instrumento jurídico, administrativo e político».

«Choque de ambição e de orgulho por Leiria»

Assenta ainda numa nova cultura política para Leiria, que é determinante para uma melhor relação de confiança e de partilha de responsabilidades entre Estado, os Cidadãos e a classe política em geral e os partidos políticos em particular.

Acresce «um choque de ambição e de orgulho por Leiria, uma necessidade que se faz sentir há muito tempo e que se funda muito na quase inexistência de uma identidade e de uma consciência regional e distrital fortes»

Importa ainda «potenciar a sociedade civil e a iniciativa privada de Leiria, já que Leiria é terra do empreendedorismo, do risco, da decisão e da inovação». Para o responsável, «Leiria deve assumir a sua capitalidade, em articulação positiva com os outros concelhos e instituições supra municipais, tendo que assumir com maior notoriedade, liderança e estratégia a sua condição de capital do distrito e de principal centro económico, demográfico e político da região»

Henrique Neto: escolher a estratégia mais adequada

Henrique Neto defendeu que «continuam a existir condições económicas e sociais para que o distrito de Leiria possa encarar o seu processo de desenvolvimento com algum optimismo, nomeadamente se houver uma compreensão correcta das potencialidades existentes e se a estratégia escolhida for a mais adequada».

Intervindo na secção “Competitividade Territorial» do 4.º Congresso da ADLEI, acrescentou ainda que «será importante que este congresso possa contribuir para uma definição mais clara do papel da economia de toda a região no contexto nacional e internacional, baseado numa visão estratégica moderna, inovadora e coerente».

LE com comunicado da ADLEI

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.