Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Desenvolver capital humano para apoio à indústria

Uma das apostas essenciais da Região deverá centrar-se no conhecimento – capital humano – para apoio à indústria, procurando o estreitamento de relações e desenvolvendo acções conjuntas entre as entidades de investigação e as empresas, revela o documento das conclusões da secção Competitividade Territorial.

Este investimento vocacional, diferenciador e projector da Região, pressupõe a constituição de um Conselho Estratégico inter-municipal e que integre autarquias e outros agentes políticos, da sociedade civil, económicos e institucionais da investigação e ensino, adianta.

IPL deve adequar-se às necessidades dos agentes económicos da Região

O Instituto Politécnico de Leiria (IPL), como agente concentrador do conhecimento e criador do saber, deve contribuir para a inovação e deve adequar-se às necessidades dos agentes económicos da Região, bem como constituir-se agente catalizador e de cooperação entre todas as entidades económicas, sociais e outras, visando um consenso estratégico de desenvolvimento.

Esse papel regional deve ser efectivado através de uma relação insistente entre os docentes e a Região e procurando parcerias com os municípios para estudos e projectos de definição vocacional de competências municipais e sua concretização.

Áreas de concentração empresarial devem vocacionar-se

A secção concluiu ainda da necessidade de racionalizar as áreas de concentração empresarial, que deverão, tanto quanto possível, vocacionar-se, em consonância com os recursos que conferem mais vantagens em termos de especialização económica, uma vez que a dispersão por diversas actividades impede a criação de massa crítica competitiva, revela o documento.

O potencial de desenvolvimento de Leiria, tem como pano de fundo os grandes projectos para a região, como o futuro aeroporto da Ota e o TGV, e a dinamização do turismo na região do Oeste e de Fátima.

Para a Região e para o País é fundamental uma articulação funcional entre a nova ferrovia de Alta Velocidade e a Linha do Oeste.

Criar uma marca mobilizadora da inovação

Foi ainda discutida a importância de criar uma marca que constitua também uma ideia mobilizadora da inovação e da sua própria capitalidade congregadora e cooperante com outros centros regionais, em eventuais futuros desenhos de ordenamento administrativo ou de território.

Revela-se também imperioso completar estudos no sentido de determinar as capacidades existentes na Região, nomeadamente nas áreas da energia solar e energia eólica, tendo em conta a preservação do capital natural.

Conclui-se ainda que Peniche tem condições especiais para suportar um “cluster” das energias das ondas articulado com a área piloto para desenvolvimento de projectos de aproveitamento de ondas situado entre S. Pedro de Moel e a Praia do Osso da Baleia.

LE com comunicado da ADLEI

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.