Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Trocas comerciais entre China e Países de Língua Portuguesa crescem 46,9% em 2006

As transacções comerciais entre a China e os Países de Língua Oficial Portuguesa aumentaram 46,9% no ano passado, tendo ultrapassado os 34 mil milhões de dólares (cerca de 25,6 mil milhões de euros), revela a Agência Lusa, citando uma nota oficial divulgada hoje pelo Governo de Macau.

Em 2006, as importações chinesas de Países de Língua Oficial Portuguesa cresceram 43,1% para os 24 290 milhões de dólares, enquanto as exportações da China para aqueles progrediram 57,4% para 9790 milhões de dólares.

No período entre 2003 e 2006, as trocas comerciais da China para os países de língua portuguesa triplicaram. Para tal terá contribuído a realização, em 2003, pela primeira vez em Macau, do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Oficial Portuguesa, com o objectivo de reforçar os laços económicos, comerciais e de cooperação multilateral.

O objectivo passava por atingir os 33 mil milhões de dólares, um valor que foi ultrapassado.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.