Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Região Oeste com dois milhões de euros para projectos empresariais

O Programa FINICIA Oeste, integrado no Eixo III do programa FINICIA, do IAPMEI, foi apresentado no passado dia 5 em Peniche. Na parceria estão envolvidas cinco câmaras municipais da região – Bombarral, Lourinhã, Peniche, Óbidos e Alcobaça – a associação ADRO – Agência de Desenvolvimento Regional do Oeste (coordenadora regional do programa), o BES, para além do IAPMEI e da Lisgarante, uma sociedade de garantia mútua, divulga o site regional www.oesteonline.pt.

O programa vai permitir o acesso facilitado ao crédito das micro e pequenas empresas da região, disponibilizando para isso um total de dois milhões de euros. Podem candidatar-se empresas ligadas aos sectores da indústria, comércio, turismo, construção e serviços, além das empresas ligadas à exploração agrícola, desde que pretendam abrir um espaço comercial para comercializar os seus produtos.

Apoio máximo de 45 mil euros por projecto

Cada concelho vai dispor de um fundo económico independente, sendo a autarquia responsável por 20% do valor do fundo. A entidade bancária vai encarregar-se dos 80% restantes e os investimentos terão de se realizar no concelho que financia o projecto. O apoio ao promotor é totalmente reembolsável, não existindo crédito a fundo perdido e o investimento é elegível até 100%, num máximo de 45 mil euros de apoio.

Desta forma, cobre-se uma falha de mercado: «para as empresas, representa o acesso facilitado a crédito, sem necessidade de recorrer a capitais próprios; e para os municípios, representa a criação de um instrumento de reforço da economia da região», adianta o Oeste Online.

LE com OesteOnline

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.