Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Governo prevê investimentos de 500 M€ em centrais de biomassa

O Governo quer criar até 2010 uma rede descentralizada de centrais de biomassa, com potência total de 250 megawatts (MW), num investimento que pode ascender a 500 milhões de euros e criar entre 500 a 1000 postos de trabalho, revela a agência Lusa.

Espera-se ainda uma redução dos níveis de emissão de dióxido de carbono (C02) de 700 mil toneladas e a redução do risco de incêndio devido a uma articulação entre a localização das centrais de biomassa e as políticas florestais.

O ano passado, o Governo lançou um concurso para 15 novas centrais a biomassa florestal, com uma potência total de 100 MW, que recebeu 36 candidaturas. Desses 15 lotes o Governo já adjudicou os lotes 6 e 10 num total de 5 MW de potência à Tave Energia ACE nos distritos de Castelo Branco e Guarda e à Palser na Sertã, distrito de Castelo Branco. O Governo espera que a construção destas centrais implique um investimento total de cerca de 200 milhões de euros e retire das florestas um valor superior a 1 milhão de toneladas de biomassa.

Cinco novas licenças

As novas licenças para centrais a localizar em Cabeceiras de Baixo, com no máximo 12 MW, em Gondomar, com 13 MW, em Oleiros, com 9,3 MW, em Monchique, com 14,65 MW, e para o reforço da central de Mortágua, com 10 MW, vai permitir um aumento da potência instalada em 57 MW.

Estas novas cinco licenças para centrais de biomassa vão implicar um investimento de cerca de 150 milhões de euros, produzir cerca de 440 GWh de energia por ano e permitir a redução de emissões de C02 em cerca de 275 mil toneladas por ano.

Espera-se com estas iniciativas que o peso da biomassa florestal no total da produção a partir de fontes de energias renováveis suba de 1 por cento, em 2005, para 5% em 2010, ao atingir os 1.275 gigawatts/hora (GWh).

LE com Agência Lusa

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.