Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Tornar as cidades médias em territórios atractivos e inovadores

O projecto “Atractividade do Território e Inovação, o caso das cidades médias” foi apresentado pela CCI Pau Béarn no quadro do programa europeu Interreg IIB Sudoe, tendo recebido a aprovação da Comissão Europeia no final do ano 2004. Um território é tanto mais atractivo quanto mais produza e favoreça inovação, revela o Portugal Industry citando o NetCentro.

Em Portugal foi lançado um inquérito às empresas dos municípios de Aveiro, Coimbra, Figueira da Foz, Leiria, Viseu, Guarda, Covilhã e Castelo Branco. O questionário recolheu informação acerca das actividades de inovação desenvolvidas pelas empresas entre 2002 e 2005, contribuindo para a avaliação da importância da inovação na atractividade dos territórios.

Este programa tem como objectivos melhorar o conhecimento dos territórios, com o intuito de estabelecer os parâmetros da sua atractividade; procurar as estreitas ligações entre a investigação universitária e investigação aplicada à indústria na rede das cidades médias do sudoeste europeu; favorecer eixos e os potenciais locais de desenvolvimento económico; permitir as cidades médias entrar numa rede de inovação a fim de optimizar os seus recursos e o seu potencial de desenvolvimento; permitir o aparecimento de projectos-piloto inscritos nos programas de desenvolvimento das cidades médias; e criar as redes necessárias à difusão de uma cultura da inovação, em espaços não metropolitanos, visando tornar esses territórios atractivos.

O desafio é produzir novas riquezas em sectores que deverão ser adaptados e alterados às novas realidades, produzindo relatórios de trabalho que sirvam como novos esquemas de desenvolvimento.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.