Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Vale do Sol vai produzir artigos em grés natural

A Vale do Sol, empresa de Porto de Mós que se dedica ao fabrico de cerâmica utilitária e decorativa, vai avançar para a produção de artigos em grés natural. O objectivo passa por alargar a oferta e apostar em produtos diferenciados, revela a edição de hoje do Jornal de Leiria.

Ao trabalhar com designers de renome e apostando em produto diferenciado, a empresa não fica «apenas dependente dos pedidos dos clientes», explicou ao semanário, José Eduardo Alves, presidente da empresa, que afirma começar a sentir um aumento da procura.

A Vale do Sol está também a implementar um sistema de gestão integrada da cadeia de valor, que inclui a criação de um site. O investimento é de 147 mil euros e conta com apoios do Programa de Incentivos à Modernização da Economia.

A empresa possui quatro unidades fabris, uma das quais de produção de pasta cerâmica e a ideia passa por concentrar toda a produção numa só fábrica, adianta o JdL. A Val de Sol tem também uma unidade piloto na zona industrial portuária de Suape, no Estado de Pernambuco, Brasil e tem aprovado o projecto de construção de uma fábrica que abastecerá o mercado brasileiro e a América do Sul, revelou ainda o empresário ao JdL.

A facturação da Vale do Sol ascende aos 5 milhões de euros.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.