Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Portugal e China assinam acordos de mais de 21 milhões euros

O primeiro-ministro português José Sócrates presidiu hoje à assinatura de quatro acordos entre empresas chinesas e portuguesas no valor de 21,5 milhões de euros, na primeira etapa da visita oficial de Sócrates à China, revela a edição online do Jornal de Negócios, citando a Lusa.

«São acordos de grande importância política, porque nós queremos uma boa relação comercial com a China, só possível porque existe uma boa relação política», afirmou o primeiro-ministro português durante uma intervenção no Fórum para a Cooperação Económica e Empresarial Portugal-China, que reuniu cerca de 150 empresários chineses e 50 portugueses, e durante o qual foram assinados os acordos.

«As empresas chinesas dão prioridade à vantagem geográfica que Portugal possui e o seu peculiar vínculo com os países e regiões de língua portuguesa, no intuito de fortalecer a cooperação de benefício mútuo com os colegas portugueses», disse Wan, que lidera a agência governamental chinesa de promoção do comércio externo chinês.

O primeiro-ministro iniciou ontem uma visita oficial de cinco dias à China, passando por Pequim, Xangai e Macau, tendo como metas o aumento das exportações nacionais e a captação de um maior volume de investimento chinês.
Para o executivo português, a visita de José Sócrates ocorre «no momento mais favorável para os empresários nacionais» (início do ano chinês, a 18 de Fevereiro, ano do Porco), antes da realização da reunião ordinária da Assembleia Nacional Popular (em Março), da presidência portuguesa da União Europeia (no segundo semestre do ano) e dos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.