Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Futura Zona Industrial da Maceira poderá mudar de local

A vereadora do Desenvolvimento Económico da Câmara de Leiria, Neusa Magalhães, admitiu, na reunião de Câmara de quinta-feira, que o preço por metro quadrado dos terrenos para onde está projectada a futura Zona Industrial (ZI) da Maceira é «elevado», e adianta que estão a ser estudadas alternativas, revela a edição de hoje do Diário de Leiria.

A Gestinleiria e a Câmara Municipal de Leiria dizem manter o interesse em instalar uma ZI, mas se «os proprietários perderem de vista os interesses comuns da freguesia e do concelho, mantendo os preços elevados por que querem vender os terrenos», a situação pode atrasar a instalação.

«Uma Zona Industrial é um importantíssimo motor de desenvolvimento dos territórios, mas, como já foi sublinhado, o seu sucesso depende, em primeira linha, dos preços competitivos a que os empresários tenham acesso aos respectivos lotes», acrescenta a vereadora, citada pelo DdL.

Instado a comentar as declarações de Neusa Magalhães, o presidente da Junta de Freguesia, António Febra, assegura que a instituição que lidera está a elaborar um pré-projecto, em colaboração com os proprietários dos terrenos da Cerca, para a instalação da ZI, que se designará por ‘IndustriMaceira’.

Segundo o Diário de Leiria, o processo de criação do parque industrial arrasta-se há vários anos e sofreu alguns desenvolvimentos no segundo semestre de 2006. No passado mês de Setembro, a Junta da Maceira reuniu com os cerca de 20 proprietários dos terrenos e incentivou-os a fazer o emparcelamento, com vista à construção da ZI, que se designará por ‘IndustriMaceira’.

A ideia do emparcelamento visa, numa primeira fase, a abertura de um acesso, em cerca de 20 hectares de terreno junto à estrada que faz a ligação da Cerca à Marinha Grande. A ZI será construída em 100 hectares de terreno, que permitem a instalação de dezenas de empresas da freguesia, actualmente dispersas por várias localidades.

LE com Diário de Leiria

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.