Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Construção e banca apostam na Argélia

O balanço da cimeira luso-argelina, que decorreu nos últimos dois dias em Argel, foi positivo para as empresas portuguesas, nomeadamente para as dos sectores financeiro e da construção, revela a edição de hoje do Diário de Noticias.

Neste último sector, além dos vários negócios concretizados e em perspectiva pelas construtoras nacionais naquele mercado, foram estudadas possibilidades de parcerias entre empresas argelinas e portuguesas, para concorrerem conjuntamente a outros mercados.

Ainda no domínio económico, Sócrates realçou «os resultados muito positivos alcançados nesta cimeira no domínio da construção e obras públicas e do transporte aéreo». O primeiro-ministro destacou também o facto de a Caixa Geral de Depósitos ter sido «considerada pelo Governo argelino o parceiro estratégico para o processo de melhoria do sistema financeiro da Argélia».

Agradecendo ao Governo e ao Presidente argelino a forma como foi recebido em Argel, José Sócrates considerou que a cimeira foi histórica, não só por ser a primeira, mas essencialmente pelas «conclusões e acordos feitos entre os dois países». E concluiu: «Confiança é o que fica desta cimeira».

LE com Diário de Notícias

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.