Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Anunciado novo Plano Energético para a União Europeia

A Comissão Europeia anunciou um ambicioso plano energético, assente numa redução da dependência dos combustíveis fósseis, importados de países terceiros, e na diminuição dos gases com efeito de estufa em 20% até 2020. Durão Barroso diz que «se for adoptada, esta será de longe a política mais ambiciosa, não apenas na Europa, mas em todo o mundo, contra as alterações climáticas», revela a edição de hoje do Público.

O novo plano – em elaboração há um ano, mas que terá de ser aprovado pelos 27 Estados-membros antes de entrar em vigor – estabelece novas metas para o uso das energias renováveis, como a eólica e a solar. Até 2020, estas fontes deverão fornecer 20% da energia usada na UE.

A estratégia prevê também um aumento no recurso aos biocombustíveis – que deverão representar 10% da energia gasta pelo sector dos transportes – e uma aposta na investigação de formas para diminuir as emissões de carbono libertadas pela combustão das energias fósseis, em especial o carvão.

A aposta passa ainda pela redução do consumo, promovendo um uso mais eficiente da energia por parte da indústria, dos transportes e dos consumidores privados. O plano prevê que até 2020, a UE esteja a consumir menos 14% de energia, o que representaria uma poupança estimada em cem mil milhões de euros.

LE com Público

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.