Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

PIB por habitante português é 30% inferior à média da União Europeia

O poder de compra em Portugal está cerca de 30% abaixo da média da União Europeia a 25, indica uma comparação do Eurostat para o ano de 2005, divulgada pela edição de hoje do Dinheiro Digital. O rendimento por habitante, em Portugal, caiu de dois pontos de 73% do rendimento médio, em 2003, para 71% no ano passado.

Segundo a comparação, a disparidade do PIB por habitante no conjunto da União Europeia varia entre 48% e 251% face à média dos 25, nível em que se encontra Espanha e a Itália.

De acordo com valores expressos em PPP (fórmula de cálculo que estabelece paridade no poder de compra, eliminando factores como o efeito da inflação), o Luxemburgo assume-se com o país com maior PIB per capita em paridades de poder de compra, mais do dobro da média. Segue-se a Irlanda, com valores 40% acima da média.

Países como a Alemanha e a França ostentam um poder de compra cerca de 10% acima da média, enquanto Portugal figura entre países como a República Checa e Malta, onde o Produto Interno Bruto per capita está cerca de 30% abaixo da média, sendo inferior aos da Grécia e da Eslovénia (20% inferior à média).

Outros países como a Itália e Malta acompanharam Portugal na tendência de divergência/perda de poder de compra.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.