Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Bancos antecipam arrendondamentos à milésima

Os bancos estão a antecipar a entrada em vigor da futura legislação relativa ao arredondamento das taxas de juro do crédito à habitação. A Caixa Geral de Depósitos (CGD) decidiu aplicar o arredondamento à milésima casa decimal da taxa média da Euribor a 3 meses, aplicada a todos os contratos celebrados desde o passado dia 1 de Dezembro, revela a edição de hoje do Diário de Notícias

Segundo aquele diário, também o Banco Santander Totta passou recentemente a arredondar à milésima casa decimal.

De entre os cinco grandes bancos portugueses, além da CGD e do Santander Totta, o Banco BPI arredonda também à milésima, sendo o único banco que sempre seguiu esta prática.

O Banco Espírito Santo (BES) arredonda os juros dos empréstimos à habitação ao oitavo de ponto, enquanto o Millennium bcp continua a praticar o arredondamento ao quarto de ponto, sendo a única grande instituição a fazê-lo.

As futuras regras definidas pelo Governo sobre a matéria deverão entrar em vigor nas primeiras semanas do próximo ano.

LE com Diário de Notícias

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.