Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Volkswagen planeia investir 539 milhões de dólares em nova fábrica na Índia

A Volkswagen anunciou hoje que pretende construir uma nova unidade na Índia, com capacidade para produzir até 110 mil veículos por ano. A fábrica será construída perto da cidade de Pune, no Estado de Maharashtra (Oeste da Índia) e deverá começar a funcionar em 2009, garantindo emprego a cerca de 2500 funcionários, revela a edição online do Diário Económico.

«A Índia é um dos mercados futuros mais interessantes para a indústria automóvel global. Estamos determinados a desenvolver esse mercado em potencial sem demora», disse o director-financeiro da Volkswagen, Hans-Dieter Poetsch.

Antes da nova fábrica ficar concluída, a Volkswagen planeia iniciar a produção de carros na Índia na unidade da Skoda Auto India, a partir de meados de 2007, localizada na cidade de Aurangabad, também em Maharashtra.

«Vamos começar a produzir modelos como o Passat, oferecendo um modelo robusto a um preço atractivo», disse Poetsch, acrescentando que também deverá colocar no mercado do país o SUV Touareg e o modelo de luxo Phaeton.

Recorde-se que a Audi, outras das divisões da marca, começou a operar na Índia em Dezembro de 2004 e vende no país os modelos A4, A6 e A8.

O mercado indiano tornou-se atractivo para a indústria automóvel, com as vendas de automóveis a registarem um crescimento de 25% ao ano devido ao acentuado crescimento económico do país.

A economia da Índia cresceu 8,9% no segundo trimestre deste ano, superando o primeiro, quando registou uma alta de de 8,5%. A expectativa dos economistas de crescimento para este ano é de cerca de 8%.


LE com Diário Económico

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.