Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Banco de Portugal coloca sérias dúvidas à evolução das exportações

No Boletim Económico de Outono, ontem divulgado, o Banco de Portugal (BdP) mantém as projecções para 2006, mas mostra apreensão quanto sustentabilidade do crescimento das exportações em 2007.

Segundo a edição de hoje do Diário Económico, que dedica um extenso trabalho ao tema, apesar do forte crescimento previsto para este ano, os portugueses continuam sem conseguir ganhar quota de mercado, esperando-se uma situação semelhante no próximo.

«Em suma: não são os exportadores que estão mais competitivos, mas antes os mercados de destino que estão em forte expansão, oferecendo múltiplas oportunidades de negócio», revela o DE fazendo referência documento do BdP.

No entanto, segundo o BdP, um dos maiores motivos de preocupação para a economia portuguesa reside na «ausência de uma recuperação do investimento após a recessão de 2003».

Nota positiva para o esforço de correcção dos desequilíbrios estruturais das contas públicas em 2006, «cuja continuidade será fundamental para garantir um quadro estável de crescimento económico a médio-prazo», revela o documento citado pelo Diário Económico.

Quanto à procura interna, irá oferecer um contributo quase nulo para o crescimento deste ano, deixando de ser o motor da economia à semelhança do que aconteceu em 2004 e 2005. Isto porque, «o consumo, que representa cerca de dois terços da economia, está a reagir (negativamente) à política mais restritiva do BCE», salienta o DE.

LE com Diário Económico

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.