Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Abertas candidaturas a novos programas de apoio às PME

Estão abertas as candidaturas a dois novos programas no âmbito do INOFIM – Programa Quadro de Inovação Financeira para o mercado das PME. Em causa estão o FINICIA e FINCRESCE, dirigidos, respectivamente, às fases de arranque e de expansão do ciclo de vida das empresas, revela o site do IAPMEI.

O FINICIA tem como objectivo facilitar o acesso ao financiamento pelas empresas de menor dimensão, tradicionalmente as apresentam maiores dificuldades em aceder ao mercado financeiro.

O programa promove, através do estabelecimento de parcerias público-privadas, o alargamento da base de acesso a capital e ao crédito, proporcionando recursos essenciais ao desenvolvimento da actividade das empresas nas fases iniciais do seu ciclo de vida. O IAPMEI assume o risco das operações financeiras envolvidas.

O FINICIA apresenta 3 eixos de intervenção: um vocacionados para apoiar projectos de forte conteúdo de inovação, ou para negócios emergentes de pequena escala e um terceiro para inciativas empresariais de interesse regional.

Apoiar a expansão do ciclo de vida das empresas

O FINCRESCE, por seu lado, visa contribuir para optimizar as condições de financiamento das empresas que prossigam estratégias de crescimento e de reforço da sua base competitiva. Destina-se a um segmento de PME que se encontrem num estádio de desenvolvimento estável e que apresentem boas performances e perfis de risco.

Também operacionalizado com base em parcerias público-privadas e enquadrado pelo IAPMEI, o novo programa dirige-se ao conjunto de PME Líder, empresas que pelas suas características se posicionam como motor do desenvolvimento da economia nacional, em diferentes sectores de actividade.

A estas empresas será disponibilizada uma série de serviços, quer ao nível dos factores internos de reforço da sustentabilidade do desempenho e qualificação do perfil de risco, na sua interacção com a envolvente, ajudando a afirmar a visibilidade da qualidade e mérito junto do mercado, em geral, e financeiro em particular, bem como no alargamento da oferta de produtos e serviços financeiros em melhores condições e ajustados ao perfil das empresas, associados à partilha de risco dos instrumentos públicos.

Para uma rápida implementação do programa, foram já desencadeadas negociações para a criação de Plataformas FINCRESCE junto dos principais grupos financeiros. O programa envolverá ainda parcerias com conjunto de outras instituições financeiras, agências de rating, agentes do Sistema Nacional de Inovação, associações e outras entidades públicas ligadas ao desenvolvimento regional.

Para mais informações, consultar o site do IAPMEI

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.