Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Estudo sugere aprovação de dois centros comerciais nas Caldas da Rainha

Os especialistas do ISCTE que realizaram um estudo sobre a instalação de grandes superfícies comerciais nas Caldas da Rainha defendem que a Câmara deve aprovar, o mais rapidamente possível, a instalação na cidade de dois grandes centros comerciais, para que deste modo não avance o projecto do Plaza Oeste para as Gaeiras, que seria «um golpe» para o comércio da cidade se avançasse primeiro, revela a edição de hoje do Oeste Online.

O estudo refere mesmo que a autarquia deve sensibilizar os dois promotores interessados (a FDO e a Sonae) a avançarem rapidamente com as obras. «A aprovação do Caldas Shopping dará lugar a uma desistência por parte dos promotores do Plaza Oeste», consideram.

A FDO quer construir o Fórum Caldas junto ao antigo Hotel Lisbonense, num investimento de 45 milhões e a Sonae o Caldas Shopping junto ao Modelo, num projecto que aparece como uma ampliação do hipermercado mas que transformará por completo o espaço envolvente e irá custar 60 milhões de euros.

O Fórum Caldas irá criar 548 postos de trabalho e ter um volume de negócios anual de 47 milhões de euros, não contando com o efeito da reconstrução do hotel Lisbonense. O Caldas Shopping terá 935 postos de trabalho e um volume de negócios anual de 63 milhões.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.