Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Portugal vende fármacos, moldes, sapatos e cortiça para a Rússia

As dificuldades de crescimento da Europa, onde estão os mais importantes parceiros comerciais de Portugal, têm levado os exportadores nacionais a procurarem novos mercados para escoamento das suas produções. Os clientes russos ganham peso na estrutura das exportações portuguesas, absorvendo já 1,3% das vendas totais ao espaço extra-EU, revela a edição de hoje do Diário Económico.

Segundo o diário, medicamentos, moldes, torneiras, fornos, calçado, vestuário e cortiça são alguns dos produtos mais populares no país dos rublos.

As exportações para a Rússia evoluíram 24% em 2003, 32% em 2004 e 50% em 2005. No período de Janeiro a Julho deste ano já tinham sido expedidos 52 milhões de euros, ou seja 56% mais do que no período homólogo.

As importações pesam mais do que as exportações, pelo que o saldo comercial é negativo para Portugal. Quase 70% das compras de Portugal incidem sobre produtos energéticos, sendo que no ano passado as entradas totais procedentes da Rússia atingiram os 373 milhões de euros.

LE com DE

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.