Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

CTT são a primeira empresa pública com gestão por objectivos

A administração dos CTT tem a partir de hoje um modelo de gestão por objectivos, o que acontece pela primeira vez numa empresa tutelada pelo Estado. Em primeiro plano vai ficar agora «uma cultura de mérito e de avaliação» de desempenho, revela a TSF Online.

O secretário de Estado-adjunto das Obras Públicas considera que a gestão por objectivos vai trazer mais rigor, eficiência e transparência às empresas do Estado.«A principal penalização que advém deste princípio é a evidência, a ser observada por todos os portugueses, de que há gestores que cumprem bem e outros que falham», afirmou.

Avaliação será tida em conta em nomeações posteriores

O secretário de Estado garante que quem não cumprir os objectivos será penalizado e que serão elaborados «rankings» que vão servir mais tarde para nomeações. O desempenho dos gestores vai ser avaliado por consultoras independentes. A escala de avaliação vai de 1 a 5 e o mínimo exigido à administração é que chegue a um 4 nos diferentes indicadores em análise.

Entre os objectivos fixados para a administração dos CTT estão lucros de 17 milhões de euros para este ano e um aumento das receitas igual ou superior a 56 milhões de euros. Até ao final do ano vai ser feita uma auditoria à marca, ao clima e à cultura dos CTT, assim como ao cumprimento do Plano Estratégico que será apresentado no próximo mês.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.