Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

API pede a empresários para construírem marca Portugal

O presidente da Agência Portuguesa para o Investimento (API), Basílio Horta, defendeu esta quinta-feira a necessidade de os empresários portugueses divulgarem individualmente as suas marcas no estrangeiro para construírem a marca do país, revela a agência Lusa.

“Não há marca Portugal sem marcas portuguesas”, frisou o responsável durante um debate em Vila Nova de Famalicão e relembrou que é necessário “criar um conjunto de iniciativas para apoiar e divulgar as marcas no estrangeiro e só depois a marca Portugal”.

Sobre o investimento no estrangeiro, Basílio Horta considerou que o mercado dos Estados Unidos tem sido “mal aproveitado” pelos empresários portugueses e referiu-se à necessidade de as representações externas do ICEP terem objectivos claros e terem em conta a natureza do mercado a que se dirigem. “É preciso adaptar a capacidade de representação ao mercado”, sublinhou.

Basílio Horta alertou ainda os empresários presentes para a necessidade de serem selectivos na escolha dos mercados e rejeitou que o objectivo de qualquer empresa seja o exclusivamente mercado interno.”No mínimo, têm de pensar no mercado ibérico”, declarou.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.