Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Sector do calçado prepara próximos certames nos mercados externos

A indústria de calçado portuguesa prepara, a partir de Setembro, a última “ofensiva” de abordagem aos mercados externos realizada em parceria com o ICEP Portugal e com o apoio do programa Prime, revela a agência Lusa, citando um comunicado da associação do sector.

De acordo com a Associação Portuguesa dos Industriais de Calçado, Componentes e Artigos de Pele e seus Sucedâneos (APICCAPS), o investimento total para desenvolver acções de promoção e marketing nos mercados externos durante dois anos (período que termina em Dezembro deste ano) ascendeu aos 13 milhões de euros.

Até ao final do ano, o sector participará em mais nove importantes certames internacionais da especialidade, numa mega-iniciativa que deverá implicar a presença de 210 empresas portuguesas em certames internacionais.

Além da presença nos principais eventos europeus (Alemanha, Espanha, França, Itália e Polónia), o sector do calçado português abordará ainda os mercados da China, da Rússia e dos EUA, refere a associação.

Portugal é o terceiro maior exportador europeu de calçado

O investimento realizado ao nível da participação das empresas em feiras internacionais já começa a “surtir efeitos”, revela a APICCAPS, adiantando que as exportações portuguesas de calçado para Espanha cresceram a um ritmo sustentado de 20% na última década, atingindo o recorde absoluto de 70 milhões de euros em 2005. De Janeiro a Maio deste ano, as exportações de calçado português aumentaram 6,6%.

Portugal é terceiro maior exportador europeu de calçado e o sétimo a nível mundial. Em causa está um montante anual superior a 1,3 mil milhões de euros, constituindo o segundo sector que mais contribui com saldo positivo para a balança comercial portuguesa.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.