Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Mobiliário: Centro tecnológico do sector poderá reabrir em 2007

O Centro Tecnológico das Indústrias da Madeira e do Mobiliário (CTIMM) poderá reabrir em 2007, com base num estudo de viabilização a executar por uma consultora alemã, que detém bastante experiência na matéria, a nível europeu, adiantou ontem à Lusa fonte ligada ao sector.

De acordo com o director executivo da Associação Empresarial de Paços de Ferreira (AEPF), José Ribeiro, o trabalho arranca «ainda este ano» e consistirá numa «análise estratégica ao CTIMM e ao sector da madeira e do mobiliário, para traçar os melhores moldes para reactivação do centro». Este trabalho deve estar concluído no próximo ano e servirá de base «para colocar de novo o CTIMM em funcionamento, provavelmente em meados de 2007».

O CTIMM tem um papel decisivo na promoção da inovação «tanto ao nível produtivo como do processo de fabrico» e sua reactivação assume uma importância reforçada pelo facto da associação pretender, também nessa altura, «ou o mais tardar em 2008», promover uma segunda edição da Mobilis – Bienal Internacional de Design, à qual o CTIMM poderá dar um importante contributo.

CTIMM foi adquirido pelas autarquias de Paços de Ferreira e de Paredes

Declarado falido em 2004 na sequência de um passivo acumulado de 400 mil euros, o CTIMM foi entretanto adquirido pelas autarquias de Paços de Ferreira e de Paredes, que estão a analisar as alternativas para a sua viabilização.

O CTIMM é o único centro do país vocacionado para a investigação, desenvolvimento e inovação na área das madeiras e do mobiliário.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.