Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Meia centena de empresas portuguesas na Feira Internacional de Macau

Mais de meia centena de empresas e associações empresariais portuguesas estarão representadas na Feira Internacional de Macau (MIF) que se realiza de 23 a 26 de Setembro, anunciou o delegado do Instituto de Apoio às Empresas, ICEP, em Macau, revela a agência Lusa.

Manuel Geraldes disse ao jornal Tribuna de Macau que para acolher o elevado número de empresas, num total de 46 expositores individuais, o Pavilhão de Portugal na MIF será duas vezes maior do que o de 2005.

Em 2003 estiveram representadas na MIF 13 empresas, número que aumentou para 18 no ano seguinte e para 33 em 2005.

O delegado do ICEP, em Macau, revelou ainda que para além de uma empresa portuguesa de “show business”, que pretende parcerias com casinos, estarão presentes na MIF 12 empresas ligadas ao ramo vinícola, 13 produtores agro-alimentares, 11 do sector da indústria alimentar, sete do sector industrial e duas de serviços.

Manuel Geraldes referiu que durante a MIF realizar-se-ão provas de vinhos e de azeites e, pela primeira vez, uma amostra de degustação de produtos portugueses dedicada a profissionais.

«Macau asume-se como uma montra de produtos portugueses»

«Mais do que uma plataforma entre Portugal e a China, Macau assume-se como uma montra de produtos portugueses», disse Manuel Geraldes. O delegado do ICEP considerou ainda que «é necessário afirmar as marcas portuguesas nesta região, servindo-se das valências oferecidas por Macau».

«Há várias empresas portuguesas que vêm novamente à MIF numa demonstração clara que encaram o investimento em Macau como uma aposta certa para o mercado chinês e para a internacionalização das suas marcas», disse.

As exportações portuguesas para Macau, nos três primeiros meses de 2006, caíram cinco por cento quando comparadas com o mesmo período de 2005, segundo revelou Manuel Geraldes. As exportações no período totalizaram 30 milhões de patacas (3 milhões de euros).

Em 2005 Portugal vendeu para Macau 105 milhões de patacas (10,5 milhões de euros) quando em 2004 havia vendido 115,5 milhões de patacas (11,5 milhões de euros).

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.