Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Ventonorte perde e Leiria também

O júri decidiu que os consórcios da EDP e da GALP vão negociar com o Governo os mil mega watts de potência eólica previstos na fase A do concurso, o que significa que pelo caminho terão ficado os consórcios Novas Energias Ibéricas e Vento Norte. A menos que recorram das deliberações do júri, para o ministro da Economia – em última instância, como prevêem os termos do concurso – pelo caminho terá ficado também a possibilidade de Leiria receber uma das duas fábricas que o consórcio Ventonorte se propunha construir nesta cidade, em Estarreja ou Vagos.

De acordo com os termos do concurso promovido pelo Governo para atribuição de potência eólica, os concorrentes têm dez dias úteis, desde quarta-feira (data da comunicação dos resultados), para se pronunciarem sobre as avaliações do júri.

Os consórcios Novas Energias Ibéricas (liderado pela Iberdrola), e Vento Norte, (encabeçada pela italiana Enel e a espanhola Unión Fenosa) não se irão pronunciar sobre o resultado do concurso eólico antes de avaliarem os relatórios de pontuação enviados aos concorrentes na quarta-feira.

Portugal ocupa o quinto lugar no ‘ranking’ mundial dos países que mais investem em energia eólica. A Associação Portuguesa das Energias Renováveis (APREN) prevê, entre 2010 e 2012, uma produção de energia eólica na ordem dos 10.600 GWh, que incluem os 1.700 MW inseridos no concurso.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.