Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Governo atribui 20 ME a projecto de Modernização do Comércio

Com uma dotação orçamental de 20 milhões de euros, nesta primeira fase, o MODCOM criará, inicialmente, cerca de 1.565 novos postos de trabalho. A região norte conta com o maior número de projectos aprovados (52 por cento), seguida da região centro (30 por cento) e da região sul (18 por cento).

«É um programa que se destina ao pequeno e micro comércio e todos temos que participar neste esforço de retoma da nossa economia e isso implica um investimento, não só das grandes empresas, mas das pequenas e médias empresas», disse o ministro da Economia, Manuel Pinho, após a apresentação dos resultados da primeira fase do MODCOM.

Manuel Pinho referiu que os fundos «estão imediatamente disponíveis através do Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas (IAPMEI) e a segunda fase vai ser aberta imediatamente».

Quanto ao prazo de criação de empregos, o titular da pasta da Economia disse que isso vai acontecer «à medida que as empresas se modernizam».

Posição da CPP: um presente envenenado para o pequeno comércio

Confrontado com as declarações do presidente da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP), José António Silva, segundo o qual este programa «é um presente envenenado para o pequeno comércio», numa alusão ao excessivo aparecimento de grandes superfícies comerciais, Manuel Pinho disse compreender que «cada um defenda os seus interesses».

«O Governo compreende que há pontos de vista diferentes, mas acredito que estamos no bom rumo e se há tanta procura para abrir centros comerciais e grandes superfícies é porque há clientes para tal», sublinhou.

Para José António Silva o problema é «a forma como surgem os centros comerciais». «De uma forma geral, os centros comerciais nascem, não de uma necessidade espontânea de oferta de comércio, mas de promoção imobiliária», acusou o presidente da CCP, acrescentando que se trata de «uma forma um pouco perversa» de promoção.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.