Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Embaixador de Portugal em Angola destaca empenho empresarial português

O embaixador de Portugal em Angola, Francisco Xavier Esteves, destacou esta quinta-feira em Luanda, o empenhamento do sector empresarial português, frisando que tem contribuído para a «evolução» da cooperação e parceria entre Portugal e Angola.

O embaixador de Portugal em Angola, Francisco Esteves, salientou que «mais do que ter o maior número de empresas portuguesas participantes na feira (FILDA), elas têm permitido a evolução que as relações de cooperação e de parceria entre os dois países estão a conhecer», adiantando que «os investimentos de Portugal continuam a afluir para Angola, não só nos sectores tradicionais, mas também no que há de mais sofisticado».

Por seu lado, o ministro-adjunto do primeiro-ministro angolano, Aguinaldo Jaime, considerou que «estas parcerias poderão ter uma grande contribuição na reconstrução de Angola, tão necessária para completar o quadro de estabilidade macroeconómica que o país já vive de um tempo a esta parte».

Leiria representada com pelo menos oito empresas

Segundo a edição de 6 de Julho do Jornal de Leiria, pelo menos oito empresas do distrito marcam presença neste certame. Aquele semanário revela nomes como a Normax, da Marinha Grande, a CPS (Leiria), EST, Gosimat e Leirirede (Leiria), Umbelino Monteiro (Pombal), LM Perfis (Ansião) e Têxteis Moinhos Velhos (Mira de Aire).

O pavilhão de Portugal na FILDA, que ocupa uma área de três mil metros quadrados, conta com 117 expositores, dos sectores de materiais e equipamento para construção e obras públicas, consultadoria, serviços e formação profissional. Das 650 empresas participantes (mais 35% face ao ano passado), 120 são portuguesas.

Outros sectores representados nesse pavilhão têm a ver com os equipamentos eléctricos, electrónicos e industriais, indústria farmacêutica e equipamento hospitalar, produtos alimentares e bebidas, sector editorial, vestuário e acessórios, mobiliário e decoração, transitários, transportes e agências de viagens.

Angola é destino de 2,61% das exportações portuguesas

Angola é destino de 2,61% das exportações portuguesas, sendo que mais de metade são compostas por máquinas e aparelhos, produtos alimentares e bebidas, veículos e outro material de transporte, químicos e metais comuns, construção civil, sector eléctrico e industrial.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.