Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Portugueses marcam presença no maior evento de vinhos da América Latina

Os vinhos portugueses marcam presença na Expovinis, o maior evento do sector da América Latina, que decorre de terça a quinta-feira desta semana, em São Paulo. Os tradicionais produtores portugueses de vinhos estão reunidos no “Espaço Portugal” para assinalar os 250 anos da demarcação da região do Porto.

A décima edição da Expovinis, organizada pela Exponor Brasil, subsidiária do grupo Exponor – Feira Internacional do Porto, reúne este ano 250 expositores, numa área de 12 mil metros quadrados, num centro de exposição na Zona Oeste da cidade.

Para este ano, são esparados 12 mil visitantes, entre apreciadores e profissionais do sector, disse à Lusa o director da Exponor Brasil, Domingos Meirelles.

«As projecções para o mercado de vinhos no Brasil são extremamente positivas, uma vez que o produto ganha cada vez mais espaço entre os brasileiros, facto que torna o país num mercado de enorme potencial», salientou o executivo.

Domingos Meirelles salientou que o consumo brasileiro é de apenas 2,1 litros de vinho per capita/ano, número bem inferior à média europeia, que é de 50 litros de vinho per capita/ano.

A Expovinis reúne igualmente produtores de vinho do Brasil, África do Sul, Austrália, Nova Zelândia, Chile, Espanha, Argentina, Uruguai, França e Itália.

Entre os produtos apresentados estão os últimos lançamentos em adegas, acessórios e equipamentos para o serviço do vinho.

A 10ª edição do evento será assinalado este ano por um concurso de vinhos, o “Top Ten – Expovinis Brasil 2006”, com a participação do jornalista inglês Stephen Brook, editor da revista inglesa Decanter.

Consumidor brasileiro receptivo ao vinho português

Entre as marcas portuguesas presentes ao evento está a Almeida Garret que tem desenvolvido uma série de eventos de charme para promoção de suas marcas no mercado brasileiro.

«O consumidor brasileiro tem reconhecido a óptima relação entre o custo e o benefício apresentada pelas marcas portuguesas de vinho», disse o administrador da Almeida Garret.

José Garret avançou que o Brasil já representa 15% da facturação total do grupo e a projecção é de que esse percentual ascenda para 25% até ao fim de 2007.

No ano passado, as importações brasileiras de vinho português aumentaram 23,19% para 14,5 milhões de dólares, face a igual período de 2004.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.