Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Governo quer criar observatório de PME no IAPMEI

O Ministério da Economia quer criar, no seio do IAPMEI, e com parceiros do sector, um observatório para as pequenas e médias empresas (PME), particularmente as industriais, revela a Agência Lusa.

Segundo o ministro da Economia, já foram dadas instruções ao IAPMEI para «reforçar as suas competências e os seus instrumentos de observação e benchmarking, por forma a viabilizar, em parceria, a institucionalização de um observatório de PME».

O projecto surge no seguimento de um estudo a 600 empresas industriais, a lançar brevemente pela AEP, e que será apoiado pelo Ministério. Este estudo destina-se a avaliar «os factores de competitividade» das empresas portuguesas, segundo o ministro.

«Na linha deste estudo, importa reforçar o nosso conhecimento e capacidade de intervenção sobre as PME, em particular as industriais», refere Pinho.

O ministro vai participar, nas próximas semanas, num programa de visitas a PME da região Norte «para conhecer melhor a sua problemática e para promover perante o país o esforço que fazem no dia-a-dia para serem cada vez mais competitivas».

O ministro salienta o contributo do Novo Prime para as PME e da Agência Portuguesa para o Investimento (API), no estímulo à actividade empresarial.

Segundo Pinho, «em menos de um ano» foram aprovados incentivos ao investimento e à formação que representam, respectivamente, um quarto e 40% do total da despesa pública prevista no último quadro comunitário de apoio.

Os critérios incluídos no Novo Prime para enquadrar este programa com os objectivos do Plano Tecnológico permitiram aumentar os projectos de média-alta tecnologia de 19% para 27% do total. Pinho refere ainda que foram desbloqueados até agora 93% dos 3.936 projectos pendentes no IAPMEI quando foi criado o Novo Prime.

A API aumentou em 13% o investimento contratado em 2005, para 811 milhões de euros, e até ao final de Junho deverá atingir 1.200 milhões de euros, em particular com «dois projectos com características verdadeiramente estruturantes para e economia».

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.