Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Formação & Ensino

ESEL cria projecto de tecnologias da informação para deficientes

A criação de condições para o acesso dos cidadãos deficientes às tecnologias da informação é o objectivo do Centro de Recursos para a Inclusão Digital (CRID), que a Escola Superior de Educação de Leiria (ESEL) está a preparar. O CRID foi ontem apresentado e deverá estar a funcionar dentro de um ano, revela e edição de hoje do Diário de Leiria.

O projecto corresponde a um investimento inicial de 90 mil euros para equipamento, financiado por fundos comunitários, e visa permitir a pessoas com necessidades especiais a utilização do computador.

Projecto com vários parceiros

Para o projecto, a ESEL conta com as parcerias da Direcção Regional de Educação do Centro (DREC), da Cercilei – Cooperativa de Ensino e Reabilitação de Cidadãos Inadaptados de Leiria, assim como de um agrupamento de escolas da cidade e da delegação local da Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral.
O CRID, que funcionará nas instalações da ESEL, quer assumir três vertentes, nomeadamente uma vocacionada para a avaliação e diagnóstico sobre equipamentos e estratégias de utilização adequadas a pessoas com deficiência, outra virada para a formação de profissionais de escolas, hospitais, associações e entidades que trabalham com cidadãos deficientes e uma terceira dirigida à investigação.
A criação de um portal com informação sobre problemas clínicos, processos burocráticos ou ajudas técnicas – com facilidades de navegação para os deficientes – está também projectado pelos responsáveis do CRID.

«Centro de referência a nível nacional»

Segundo Rogério Costa, vice-presidente da ESEL e coordenador do projecto, em declarações ao Diário de Leiria afirma que «o CRID deverá ser um centro de referência, quer a nível regional, como mesmo nacional».
Para José Manuel Silva, responsável pela DREC, a importância do CRID é «grande, tendo em conta que a tecnologia é, nalguns casos, a única ferramenta que consegue fazer com que crianças e jovens, por exemplo, deixem de estar isoladas do mundo».
Os responsáveis pelo Centro de Recursos para a Inclusão Digital estão a desenvolver contactos de exploração do mercado para identificarem o equipamento disponível para os diferentes tipos de deficiência, a fim de procederem à sua aquisição de acordo com o montante de 90 mil euros disponíveis para o financiamento do projecto.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.