Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Energia vai ser motor do investimento com projectos de 6 mil milhões

O sector da energia vai ser um dos principais motores do investimento nos próximos anos com projectos estimados em mais de 6 mil milhões de euros, disse hoje o ministro da Economia e Inovação, no Parlamento, revela o Jornal de Negócios.

Manuel Pinho, interpelado pela oposição para discutir os grandes investimentos , enunciou os principais projectos previstos no sector da energia: energias eólicas com investimento estimado de 4 mil milhões de euros; até oito centrais de ciclo combinado, com uma potencia de 400 MW cada, num investimento previsto de 1,52 mil milhões de euros; os biocombustíveis com 120 milhões de euros de investimento e ainda as centrais de biomassa, um concurso já lançado, que deverá gerar investimentos de 450 milhões de euros.

A somar a estes projectos, frisou Manuel Pinho, há ainda a reconversão da refinaria da Galp, no valor de mil milhões de euros, para além de vários projectos em infra-estruturas energéticas, que o ministro não contabilizou.

Para o ministro, o surgimento de tantos projectos na área de energia justifica-se pelo facto do Governo ter definido uma estratégia clara de desenvolvimento para o sector e de ter corrigido situações que qualificou de «asneiras» herdadas de anteriores governos.

Relativamente ao investimento estrangeiro, Manuel Pinho, que começou por lamentar a recusa do PSD e CDS em ouvir também a API no âmbito desta audição, salientou que os projectos que serão intermediados pela Agência Portuguesa para o Investimento no primeiro semestre deste ano, vão atingir um montante quase igual à soma dos investimentos garantidos durante os anos 2004 a 2005.

O ministro espera que 2006 seja o ano de viragem na quebra do investimento em Portugal, uma tendência que se verifica quase consecutivamente desde 2002, e salienta o interesse manifestado por empresários em sectores de forte exportação e alta tecnologia.

Para Manuel pinho «acabou a era dos projectos dos sumos, sucos e salgadinhos».

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.