Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Inflação sobe para 3,1%

Os preços em Portugal aumentaram 0,5% em Março, relativamente ao mês de Fevereiro, subindo a taxa de inflação homóloga para 3,1%, indicam os dados divulgados ontem pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Esta evolução mensal fez com que a inflação homóloga (face a igual mês do ano anterior) tenha subido 0,2 pontos percentuais, para 3,1%, enquanto que a inflação média (últimos 12 meses sobre os 12 meses imediatamente anteriores) aumentou para 2,5%.

A previsão do Governo é de uma inflação média de 2,3% no final de 2006.

O INE explica que para a inflação mensal registada em Março contribuíram, essencialmente, as variações mensais positivas das classes do «Vestuário e Calçado» (6,4%), «Transportes» (0,3%) e de «Lazer, Recreação e Cultura» (0,8%).

Estas classes, segundo o INE, justificam cerca de 75% da variação mensal do Índice de Preços no Consumidor (IPC), com a classe de vestuário e calçado a beneficiar da entrada das novas colecções de Primavera e Verão.

Por outro lado, a carne, os bens de uso doméstico não duradouros e de jardinagem deram as principais contribuições negativas, com variações mensais de menos 1,9%, menos 2,6% e menos 6,4%, respectivamente.

Em termos homólogos, o INE refere também que a inflação subjacente, medida pelo índice total excepto produtos alimentares não transformados e energéticos, apresentou uma variação homóloga de 2,5%.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.