Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

CE destaca Portugal no uso das TI

Portugal é dado como exemplo pela Comissão Europeia no que diz respeito ao uso das novas tecnologias na administração pública. A economia de tempo e dinheiro é o feito mais elogiado. A inovação insere-se numa das cinco prioridades do plano de acção para 2010.

A Comissão Europeia incitou ontem os Estados-membros a esforçarem-se por cumprir os objectivos fixados relativamente à informatização da administração pública, dando Portugal como exemplo de um país onde já se avançou neste domínio. Por ocasião da adopção de um novo plano de acção para a denominada administração em linha, ou «e-governo» – o acesso aos serviços públicos através das novas tecnologias da informação e comunicação –, Bruxelas considera que “já se vêem frutos” dos investimentos realizados na Europa e dá o exemplo português.

Em comunicado, indica que houve «iniciativas de «governo electrónico» que permitiram já alcançar importantes economias de tempo e dinheiro em certos Estados-membros», e aponta que «Portugal declarou ter realizado economias de 30 por cento graças às adjudicações electrónicas».

A realização da adjudicação electrónica de contratos públicos constitui de resto um dos cinco domínios prioritários do plano de acção para 2010, sublinhando a Comissão que os mercados públicos representam 15 por cento do PIB e que os governos dos Estados-membros se comprometeram a tornar acessíveis a nível informático a totalidade dos mercados públicos.

Os outros domínios prioritários do plano de acção da “administração em linha” são o acesso dos serviços públicos generalizado, uma eficácia acrescida da administração pública, o acesso seguro aos serviços desde qualquer ponto da UE e uma maior participação do público, por meio das novas tecnologias da informação e comunicação, na tomada de decisões políticas.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros. 

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.