Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário activar o JavaScript. Aqui estão as instruções de como activar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Vendas da Exposalão cresceram 3% em 2005

Célia Marques

A Exposalão, Centro de Exposições da Batalha, «em ano de contenção de custos para muitas empresas», aumentou as vendas em 3%, para os quatro milhões de euros, revelou, ontem à noite, José Frazão, director-geral do único centro de exposições privado do país, durante a conferência de apresentação do calendário de feiras.

O resultado atingido deriva «da aposta na qualidade do serviço e das vantagens inerentes a uma estrutura pequena», que faz com que tudo aconteça mais rápido. «Enquanto os outros marcam uma reunião, nós decidimos, implementamos melhorias e acompanhamos rapidamente a evolução do mercado», explica.

Para o próximo ano, José Frazão estima para a Exposalão um crescimento de 5%, embora admita que uma subida de 3% já seria bastante razoável. «É preciso ter confiança nos negócios, mesmo em alturas difíceis, e ultrapassar o negativismo dos número que nos chega através do governo», salientou aquele responsável.

Duas novas feiras em 2006

Dando seguimento a uma política que pretende «responder à agressividade da concorrência, com dinamismo», o calendário de feiras da Exposalão para 2006 apresenta duas novas iniciativas: a Sinerclima – 1º Salão Internacional de Energia Refrigeração e Climatização, e a Expotransporte – 1º Salão Nacional de Veículos Pesados de Mercadorias e de Passageiros, Acessórios e Equipamento Oficinal. Estes certames decorrerão apenas na Batalha, «o que demonstra o crédito por parte dos expositores e contribui para alargar a nossa exposição no mercado», explica.

Referindo-se ao segundo certame, o empresário salienta que teve em atenção o facto desta região albergar as maiores empresas de assistência de montagem o país. «A Exposalão contribui muitas vezes para as empresas darem os primeiros passos e orientarem os negócios, no sentido da internacionalização», adianta.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Câmara vende Topo Norte do Estádio por 1,3 milhões para instalação das Finanças

O Município de Leiria aprovou esta terça-feira uma proposta de alienação da Torre Nascente do Topo Norte do Estádio Dr. Municipal Magalhães Pessoa, com uma área de construção de 4.500 metros quadrados, destinada a instalações para albergar e juntar num único local os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria. O valor da alienação do prédio é fixado em  1.339.503 euros.