Actualidade  
Pesquisar procurar notíciadefina esta página como a sua homepage  
Mauritânia pode ser um mercado interessante para as empresas portuguesas
Amado quer empresas na Mauritânia
19 Jan.
O ministro dos Negócios Estrangeiros defendeu ontem que o ciclo de desenvolvimento que se prevê na Mauritânia pode ser um mercado interessante para as empresas portuguesas, nomeadamente devido à exploração de petróleo, revela a edição de hoje do Correio da Manhã.

Após encontros com o presidente e o chefe da diplomacia mauritanos, Ely Ould Mohamed Vall e Ahmed Ould Sid’Ah-med, respectivamente, Luís Amado afirmou que em breve será criada uma comissão mista para reforçar as relações entre Portugal e a Mauritânia.

«A Mauritânia tem uma dimensão mediterrânica, vai ter um ciclo de desenvolvimento rápido a curto prazo e um processo de transição política com êxito, que respeita os critérios da comunidade internacional», afirmou Amado, àquele diário.
Comentários comente este artigo
 
Em breve será criada uma comissão mista para reforçar as relações entre Portugal e a Mauritânia.
voltar
enviar
© 2007 : Press21, Unip. Lda. imprimir topo
  vidro.gif" width="1" height="1">
© 2007 : Press21, Unip. Lda. imprimir topo