Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário habilitar o JavaScript.Aqui estão as instruções de como habilitar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Câmara de Leiria reduz dívida em 7,4 milhões

Entre 2015 e 2016, a Câmara Municipal de Leiria reduziu a sua dívida em 7,4 milhões de euros (13,39%), tendo registado um resultado líquido operacional do exercício de 25,4 milhões de euros e um saldo final de 38,6 milhões de euros, segundo informação veiculada pela autarquia.

Os empréstimos a médio e longo prazo tiveram uma redução de 7,4 milhões de euros em relação a 2015, enquanto a dívida a terceiros desceu 62,9 mil euros no mesmo período, com o prazo médio de pagamento a fornecedores a manter-se nos sete dias.

Os números foram apresentados na reunião do executivo camarário, quinta-feira da semana passada, na qual foi aprovada a Prestação de Contas de 2016.

Dos números relativos a 2016, destaca-se a redução das receitas do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) para 19,3 milhões de euros, face aos 19,7 milhões de euros em 2015.

Destaque ainda para a redução do rácio de endividamento, que se encontra em 37,73%, face a 40,94% em 2015.

A autarquia sublinha a transferência, em 2016, de 8,8 milhões de euros do Imobilizado em Curso para o Imobilizado Firme, o que «contribuiu para o resultado positivo das contas relativas a 2016», explica.

Recorde-se que a Câmara Municipal de Leiria é a quarta do país com melhor eficiência financeira, entre os municípios de grande dimensão, segundo o Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses. No documento, elaborado pela Ordem dos Contabilistas Certificados, é a segunda capital de distrito do país, apenas superada pelo Porto.

No que respeita aos SMAS, registou-se um resultado líquido do exercício de 4,2 milhões de euros. O presidente da Câmara de Leiria, Raul Castro, justifica o resultado com a redução de perdas na rede, o aumento de adesões ao sistema, bem como o investimento de obras de saneamento que, até final do mandato, deverão resultar numa cobertura na ordem dos 90%.

 

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.

AKI investe 500 mil euros na renovação da loja de Leiria

O AKI investiu 500 mil euros na renovação da loja de Leiria e está em processo de recrutamento de seis novos colaboradores. O objectivo passa por «reforçar o seu conceito de proximidade junto dos leirienses e actualizar a nova imagem da marca», explica a empresa em comunicado.