Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário habilitar o JavaScript.Aqui estão as instruções de como habilitar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Grupo Lena corre «fortíssimo risco de implodir»

«O Grupo Lena corre o fortíssimo risco de implodir, deixando no desemprego mais de 3.000 pessoas (10 mil contando com os postos de trabalho indirectos que assegura) não devido a má gestão, à crise do sector, ou à crise financeira internacional, mas como um dano colateral de um objectivo aparentemente mais importante que é acusar alguém custe o que custa».

Esta é a resposta da Comissão Executiva (CE) do Grupo Lena à notícia publicada a semana passada pelo Correio da Manhã, dando conta que a Lena teria pago dois milhões de luvas a Sócrates do TVG.

«Esta tese, como as outras que envolvem o Grupo Lena como agente corruptor do ex-primeiro-ministro José Sócrates, é mais um prego no caixão do Grupo Lena, que tem sido cruelmente trucidado e devorado na praça pública e, pior do que isso, por criminosas fugas de informação, que transformam em ‘factos’ meras especulações infundamentadas», adianta.

A Comissão Executiva «não tem dúvidas de que o grupo não será condenado, porque nada fez para tal», mas teme que «quando chegar a absolvição o carteiro já não encontre nada nem ninguém para a entregar», adverte o Grupo leiriense em comunicado.

 

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.

AKI investe 500 mil euros na renovação da loja de Leiria

O AKI investiu 500 mil euros na renovação da loja de Leiria e está em processo de recrutamento de seis novos colaboradores. O objectivo passa por «reforçar o seu conceito de proximidade junto dos leirienses e actualizar a nova imagem da marca», explica a empresa em comunicado.