Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário habilitar o JavaScript.Aqui estão as instruções de como habilitar o JavaScript no seu navegador.

Formação & Ensino

IPL distinguido por trabalho de cooperação com a China

O Politécnico de Leiria foi distinguido pela Liga dos Chineses em Portugal, com o Galardão Relação Intercultural, como reconhecimento da cooperação desenvolvida com a China. Todos os anos, na sua Festa do Ano Novo Chinês, a Liga dos Chineses em Portugal entrega galardões às instituições e personalidades que contribuíram para uma melhor relação entre Portugal e a China, sendo que a Liga considerou que o IPLeiria foi «um grande impulsionador neste trabalho, muito merecedor desta distinção».

A Liga dos Chineses em Portugal destaca que a decisão de atribuição do galardão ao Politécnico de Leiria teve o apoio unânime do Conselho de Mérito e Reconhecimento da Liga, constituído por representantes da Liga, da Fundação Jorge Alvares, do Instituto para a Cooperação e Desenvolvimento Portugal Oriente, da Associação Industrial e Comercial dos Chineses em Portugal, da Comunidade Chinesa no Alto Comissariado para a Migração, da Câmara para a Cooperação e Desenvolvimento dos Chineses em Portugal, da Câmara do Comércio de Guizhou, assim como um representante da sociedade civil e do patrocinador oficial das comemorações do Ano Novo Chinês.

A aposta do Politécnico de Leiria no chinês começou em 2006, com o lançamento da licenciatura em Tradução e Interpretação Português-Chinês/Chinês-Português, única e inovadora no País, a decorrer em três pontos do globo, Leiria, Macau e Pequim – na Escola Superior de Educação e Ciências Sociais do Politécnico de Leiria (ESECS/IPLeiria), no Instituto Politécnico de Macau e na Universidade de Línguas e Cultura de Pequim. Hoje o Politécnico de Leiria conta com parcerias com instituições de ensino superior de cinco regiões da China: Macau, Pequim, Hainan, Jiangxi, e Sichuan.

No ano lectivo 2016/2017 a ESECS/IPLeiria tem cerca de 130 alunos chineses a aprender português, provenientes das universidades parceiras, bem como 102 estudantes portugueses a aprender chinês, 50 dos quais se encontram na China ao abrigo dos programas de intercâmbio.

Além da licenciatura em Tradução e Interpretação Português-Chinês/Chinês-Português (para portugueses e chineses, grau conjunto do IPLeiria e do Politécnico de Macau), o Politécnico de Leiria integra estudantes chineses das licenciaturas em Relações Comerciais China-Países Lusófonos (do Politécnico de Macau), em Língua e Cultura Portuguesa (da Beijing Language and Culture University), em Estudos Chineses, Portugueses e Ingleses (da Chengdu Institute Sichuan International Studies University), e em Língua Portuguesa Aplicada (licenciatura do IPLeiria, dirigida a estudantes internacionais).

Além dos estudantes, os docentes e funcionários do Politécnico de Leiria integram programas de mobilidade: actualmente cinco docentes chineses leccionam na ESECS, e cinco docentes do IPLeiria leccionam em Macau e Pequim. Bienalmente o Politécnico de Leiria organiza a icónica conferência “Pontes Europa-China” em conjunto com o Politécnico de Macau e a Universidade de Línguas e Cultura de Pequim.

Paralelamente, o Politécnico de Leiria contribui para a abertura da comunidade à cultura chinesa, nomeadamente através de eventos culturais (cinema, música, artes marciais, gastronomia, literatura e escrita), workshops e cursos livres, dirigidos aos empresários com interesses na China e ao público em geral.


Fonte: IPLeiria

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.

AKI investe 500 mil euros na renovação da loja de Leiria

O AKI investiu 500 mil euros na renovação da loja de Leiria e está em processo de recrutamento de seis novos colaboradores. O objectivo passa por «reforçar o seu conceito de proximidade junto dos leirienses e actualizar a nova imagem da marca», explica a empresa em comunicado.