Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário habilitar o JavaScript.Aqui estão as instruções de como habilitar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

O que pensam os gestores do conceito NewCo e como o materializam

No final de Novembro, nove empresas de Leiria abriram portas ao festival NewCo. O Leiria Económica foi ouvir o que pensam estes gestores do conceito norte-americano que defende que a empresa deve existir para além dos seus objectivos financeiros, comprometendo-se a contribuir para um mundo melhor. Esta semana, Paulo Pinto, CEO da La Redoute, e Armando Silveira, sócio-gerente da Beepenger. Na primeira pessoa.

1 – Como se materializa o conceito NewCo na sua empresa e na sua forma de estar enquanto empresário/gestor?

2 – Para quem não o ouviu no evento, o que diria para inspirar outros a adoptar esta filosofia?

 

Paulo Pinto | CEO da La Redoute

1 – Um dos meus lemas como gestor é contribuir para a satisfação dos três C’s: Colaborador; Consumidor/Cliente e Capital. A La Redoute ganhou seis vezes nos últimos sete anos o troféu de uma das melhores empresas para trabalhar, atribuído pela revista Exame. Esse prémio traduz o estado de espírito que rege esta empresa, onde a comunicação é totalmente aberta e onde a valorização de cada qual é também um dos nossos principais objectivos. A esse facto acrescentamos uma gestão totalmente orientada para os clientes, materializada na avaliação de tudo o que fazemos através de um NPS – Net Promotor Score.

2 – A nossa organização está inserida num modelo de negócio que evolui muito rapidamente, onde a tecnologia e o conhecimento são imprescindíveis. Um dos nossos propósitos é fazer crescer as pessoas que assim poderão contribuir para fazer evoluir a organização. As pessoas são a base de tudo. Saber, experiência e ambição só podem ser conquistados com pessoas motivadas, e nesse sentido é necessário criar uma filosofia na empresa que fomente essa visão e esses valores.

 

Armando Silveira | Sócio-gerente da Beepenger

 1 – A Beepenger vista do espaço é mais uma empresa no meio de tantas outras. Quando chegamos à terra, que é como quem diz, quando os clientes nos conhecem, a Beepenger fica conhecida como sendo a empresa que se preocupa arduamente em ajudar o cliente a tomar as melhores decisões, em implementar as melhores soluções do mercado, e onde a qualidade na execução dos trabalhos é uma garantia, o DNA da Beepenger. Ainda esta semana nos foi solicitada uma intervenção num sistema solar térmico e piscina, para análise técnica do não funcionamento da instalação, situação que se arrastava há muito tempo. Esta solicitação dista mais de 180 quilómetros da nossa sede. É gratificante ver que em tão pouco tempo de funcionamento, a nossa “abelha” já voa alto.

2 – Quando se cria uma empresa, cria-se a oportunidade de poder ter nas mãos a liberdade de definirmos um rumo, um objectivo, e de fazermos do nosso tempo o que entendermos… Dentro desse tempo, há tempo para imaginarmos o que podemos fazer de diferente e se possível melhor. Há tempo para colocarmos em prática a nossa ambição e de podermos deixar aos nossos filhos, algo melhor… é uma luta constante, mas muito aliciante.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.

AKI investe 500 mil euros na renovação da loja de Leiria

O AKI investiu 500 mil euros na renovação da loja de Leiria e está em processo de recrutamento de seis novos colaboradores. O objectivo passa por «reforçar o seu conceito de proximidade junto dos leirienses e actualizar a nova imagem da marca», explica a empresa em comunicado.