Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário habilitar o JavaScript.Aqui estão as instruções de como habilitar o JavaScript no seu navegador.

Empresas

Lusiaves em processo de recrutamento para 48 vagas

A Lusiaves, grupo leiriense que actua sector alimentar e avícola a nível nacional, está em processo de contratação com o objectivo de preencher 48 vagas para reforçar equipas em várias zonas do País, revela em comunicado.

Os processos de recrutamento encontram-se a decorrer nas áreas de gestão, contabilidade, marketing, zootecnia, produção animal, logística, gestão industrial e alimentar. A Lusiaves está à procura de técnicos comerciais, motoristas, auditores, gestores de operações, técnicos de manutenção, contabilistas, fiéis de armazém, mecânicos, operadores de loja, técnicos de controlo de qualidade e administrativos. As vagas podem ser conhecidas em detalhe no site do Grupo Lusiaves.

«Através deste processo de recrutamento pretendemos reforçar equipas de norte a sul do País com o objectivo de fortalecer áreas específicas do nosso negócio visando ganhos de eficiência», explica Sónia Matias, directora de Recursos Humanos da Lusiaves.

Até ao final deste ano e, em paralelo com os processos de recrutamento a decorrer, o Grupo Lusiaves, vai estar presente na Feira Internacional do Emprego – Universidade do Porto, no Centro de Congressos da Exponor (2 e 3 Novembro); na Feira Internacional do Emprego – Universidade de Vigo, no Instituto Ferial de Vigo (8 e 9 Novembro); e na Feira de Emprego Politécnico de Leiria (24 Novembro), onde estudantes e alumni poderão contactar com o Grupo. Está ainda prevista a participação do Grupo no IBS Career Forum 2017 – Marketing, Retail and Services Day, em Fevereiro de 2017.

O Grupo Lusiaves emprega 3.900 colaboradores distribuídos por 20 empresas, sendo 64% funcionários directos e 36% indirectos. Em 2015 incorporou 250 novos colaboradores e exportou para 21 países.

O Grupo Lusiaves assegura todo o processo produtivo, integrando a totalidade da fileira desde a produção de milho, produção de alimentos compostos para animais, produção de ovos para incubação, incubação de ovos e produção de pintos, produção avícola de frango, frango do campo e perus, bem como o abate de aves, a transformação de produtos alimentares e o seu armazenamento e comercialização, a que se soma a valorização de subprodutos.

 

REDACÇÃO | Célia Marques cmarques@leiriaeconomica.com

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.

AKI investe 500 mil euros na renovação da loja de Leiria

O AKI investiu 500 mil euros na renovação da loja de Leiria e está em processo de recrutamento de seis novos colaboradores. O objectivo passa por «reforçar o seu conceito de proximidade junto dos leirienses e actualizar a nova imagem da marca», explica a empresa em comunicado.