Javascript desactivado

Para completa funcionalidade deste site é necessário habilitar o JavaScript.Aqui estão as instruções de como habilitar o JavaScript no seu navegador.

Actualidade

Leiria é a 11ª melhor cidade do país para fazer negócios

Leiria é a 11ª melhor cidade do país para fazer negócios (depois de Lisboa, Porto, Braga, Oeiras, Coimbra, Maia, Cascais, Guimarães, Aveiro e Sintra), a 29ª melhor cidade para visitar e a 7ª melhor para viver. A intersecção destes três indicadores coloca a cidade de Leiria na décima segunda posição, em termos de atractividade, entre os 308 munícios portugueses, o que representa uma quebra de quatro posições face ao ano passado.

Os números fazem parte da nova edição do Bloom Consulting Portugal City Brand Ranking © 2016, documento que avalia a performance da marca e a atractividade dos 308 municípios portugueses nas categorias Turismo (Visitar), Negócios (Investir) e Talento (Viver).

Segundo o documento, e resumindo a análise à região Centro, Leiria surge como a terceira cidade mais atraente no conjunto daquelas trcategorias (depois de Coimbra e Aveiro), tendo perdido uma posição relativamente ao ano passado. Na região Centro, Leiria é a terceira melhor cidade para fazer negócios (depois de Coimbra e Aveiro), a sétima melhor para visitar (depois de Coimbra, Nazaré, Aveiro, Figueira da Foz, Viseu e Peniche) e segunda melhor para viver, depois de Coimbra.

A Bloom Consulting baseia o seu estudo anual, Portugal City brand Ranking© num algoritmo cuja formação tem em conta três variáveis: a variável económica (representada por dados estatísticos), a variável da procura (representada pelas pesquisas on-line captadas mundialmente pela ferramenta Digital Demand – D2©), e a variável da performance on-line (que mede o desempenho dos sites e redes sociais de cada município). É através destas variáveis que a Bloom Consulting avalia o desempenho e a eficácia dos municípios na captação de investidores, turistas e novos residentes.

Para coonsultar o estudo na íntegra, clique aqui.

As mais lidas

Secil inaugura unidade de produção de microalgas em Pataias

A Secil inaugurou hoje, na sua fábrica em Pataias, Alcobaça, uma unidade de produção de microalgas. O projecto envolve a captação e utilização do CO2 ali gerado, por microalgas, que são depois canalizadas para os mercados que as aproveitam como ingrediente sustentável, natural e rico em compostos bioquímicos, nomeadamente para os da alimentação humana e animal. O investimento é de 15 milhões de euros.

Exportações de moldes atingem novo recorde em 2016

Em 2016, as exportações da indústria portuguesa de moldes ascenderam a 626 milhões de euros, o que representa o quinto recorde consecutivo e a primeira vez que ultrapassam a barreira dos 600 milhões de euros. Aquele valor representa um acréscimo de 92% face a 2010.

AKI investe 500 mil euros na renovação da loja de Leiria

O AKI investiu 500 mil euros na renovação da loja de Leiria e está em processo de recrutamento de seis novos colaboradores. O objectivo passa por «reforçar o seu conceito de proximidade junto dos leirienses e actualizar a nova imagem da marca», explica a empresa em comunicado.